segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

TRIBUTO AO MEU PAI







Hoje é 4 de janeiro de 2010.


Acordei logo cedo e me lembrei que hoje o meu pai completaria 83 (oitenta e três) anos. Há quase 20 (vinte) nos deixou, acometido por cardiopatia aguda em 30/07/1990. Deixou-nos muito mais que apenas saudades, muitas lições de vida, as quais a todo e cada dia relembro, com viva lucidez e detalhes como se ao pé do meu ouvido estivesse neste momento falando. Era enérgico, forte, sério, determinado, perseverante e audaz. Também era moderado, ponderado, benevolente, paciente, amoroso. Trabalhador, estudioso, aplicado e fraterno. Não tinha pudores de nos ensinar lições tiradas das suas experiências de vida, nem todas bem sucedidas, com as quais nos anunciava que não deveríamos agir desta ou daquela maneira. Isto, por vezes, irritava a minha mãe, que, por toda a vida gozou de ilibada reputação de boa filha, isto dito pelos próprios pais, meus avós, que não cansavam de nos dizer que deviamos nos espelhar na conduta obediente e sensata daquela que teria sido a melhor filha do mundo. Eu particularmente tinha sérias dificuldades de me espelhar nela, cuja perfeição tenderia à "Jesus Cristo", muito inatingível para mim, uma menina "rebelde" no entendimento dela. Antes, preferia seguir na trilha do meu pai, que para mim parecia mais "concreto", com reais possibilidades de alcance.


Pois bem. Onde entra então Issac Newton nessa história?


Isaac Newton – Edgar Prado Arze




O que estes homens teriam em comum?


Ambos nasceram em 4 de janeiro. O primeiro, em 1643 (quase um ano depois da morte de Galileo) em Woolsthorpe, Lincolnshire, Inglaterra. O segundo, em 1927, em Cochabamba, Bolívia, hemisfério sul, 10 anos após o início da Primeira Grande Guerra Mundial, veio ao Brasil fazer faculdade de Engenharia, formou-se e foi trabalhar em Mato Grosso, Cuiabá, nos anos 50s, onde conheceu e desposou a minha mãe, tornando-se, em seguida, cidadão e nacional.


Até ai, não parece que tem mais afinidades a não ser a data. Então, vejamos:
Ambos apaixonados pela Física e Matemática; o primeiro Cientista e autor da obra, Philosophiae Naturalis Principia Mathematica, é considerada uma das mais influentes em História da ciência. O segundo um estudioso das ciências, Engenheiro Civil admirador desse cientista cujas descobertas e estudos são tão vastos que este Blog teria de dedicar-se exclusivamente aos seus assuntos, porém é sempre lembrado apenas como o descobridor e relator da "Lei da Gravitação Universal" - a queda da maçã.


Ambos compartilhavam das mesmas idéias, ideais, filosofias e crenças religiosas.


As frases que Edgar Prado mais admirava de Newton eram estas, pela ordem seguinte:



"Construímos muros demais e pontes de menos"


Isso ele dizia não só a respeito das obras, mas das relações humanas.

"É o peso, não a quantidade de experiências, que tem de ser observado"

"Dez mil dificuldades não constituem uma dúvida"

"Nenhuma grande descoberta foi feita jamais sem um palpite ousado"

Isso ele dizia a respeito da importância das experiências não só laboratoriais, como as de vida, que atualmente é opinião unânime que a qualidade e não a quantidade importa de fato nas relações humanas e de trabalho.

"Se eu vi mais longe, foi por estar de pé sobre ombros de gigantes"

Ele dizia a respeito da importância dos seus colegas, colaboradores e da família em sua vida profissional e pessoal, em relação ao sucesso do seu trabalho.

"Se fiz descobertas valiosas, foi mais por ter paciência do que qualquer outro talento"

"Eu mantenho o tema dos meus estudos sempre diante de mim, e espero até o amanhecer iniciar gradualmente, pouco a pouco, numa luz clara e completa"

Isso ele dizia a respeito da perseverança e paciência que deve ter uma pessoa que deseja chegar a um resultado, não só no trabalho, como na vida.

"Não sei como pareço aos olhos do mundo, mas eu mesmo me vejo como um pobre garoto que brincava na praia e se divertia em encontrar uma pedrinha mais lisa uma vez por outra, ou uma concha mais bonita do que de costume, enquanto o grande oceano da verdade se estendia totalmente inexplorado diante de mim"

"O que sabemos é uma gota; o que ignoramos é um oceano"

Estas frases revelavam a sua sabedoria, o entendimento real de que por mais cultos que formos, jamais seremos sabedores de toda a realizade, tanto na esfera material, como na espiritual.

"Eu consigo calcular o movimento dos corpos celestiais, mas não a loucura das pessoas"

Isso ele dizia a respeito da imprevisibilidade das reações do ser humano.

"Deve-se aprender sempre, até mesmo com um inimigo"

Essa era uma frase profundamente sábia, porque o ser humano tende a rechaçar tudo o que vem do oponente, até mesmo as reveladas superioridades, ao invés de deixar de lado a pessoalidade e adotar as novidades, tecnologias e conhecimentos reconhecidamente úteis para melhorar e incrementar o seu conhecimento.

"Virtude sem caridade não passa de nome"

Essa frase reafirma a revelação da palavra feita pelo Apóstolo Paulo à Igreja Cristã em Corinto, quando afirmou que tudo é vão sem amor, sem caridade.

"A unidade é a variedade, e a variedade na unidade é a lei suprema do universo"



Aqui Newton afirma, em outras palavras, que o ser humano é um universo único, e que a diversidade é a lei suprema, pois cada um é único.

"A verdadeira filosofia nada mais é que o estudo da morte"

Esta frase revela uma afirmação de que o estudo da existência humana nada mais é que o estudo da morte, e diz isso em relação à morte material, pois na frase seguinte ele revela a sua fé no Ser Supremo, no Deus de todas as coisas, que afirma ter sido a sua maior descoberta.

"A maravilhosa disposição e harmonia do universo só pode ter tido origem segundo o plano de um Ser que tudo sabe e tudo pode. Isso fica sendo a minha última e mais elevada descoberta"

"A gravidade explica os movimentos dos planetas, mas não pode explicar quem colocou os planetas em movimento. Deus governa todas as coisas e sabe tudo que é ou que pode ser feito”

"O tempo é uma ilusão produzida pelos nossos estados de consciência na medida em que caminhamos através da duração eterna"





FELIZ 2010
pleno de paz, saúde,
fé, esperança, amor,
harmonia e prosperidade!

Um comentário:

  1. Amei Helena! q paciencia de resumir tanto conhecimento! q linda homenagem ao seu pai...o meu foi muito cedo em minha vida...pois bem, mudando de assunto, estive no blog, já tinha respondido às suas mensagens pedindo seu endereço para enviar...preciso saber se a sua "lua" ainda quer o colar...não quero estar em falta com vc...se a sua "lua" mudou de idéia, não tem importancia, não ligue! está tudo jóia! bjao pra vc!

    ResponderExcluir